Testemunhos
Um pouco sobre o que dizem de nós...

"Ambicionando uma vida diferente, mais consciente, em contacto com a natureza, com a terra e com pessoas de iguais interesses, encontramos o projeto Famílias Despertas, que se enquadrava na nossa realidade familiar e que acompanhamos durante algum tempo pela internet. Quem já era uma inspiração "virtual", pela história de vida que partilhava no site, passou a ser um exemplo vivido do que procurávamos, ou talvez até mais. Sentimo-nos em casa desde o primeiro dia e encontramos uma família que tenta viver cada momento com consciência e menos condicionada pelo ego. Amor, simpatia, partilha, compreensão, exploração e reflexão preencheram os nossos dias." Hugo Santos

"Adorei a estadia, convivíamos muito e estávamos muito em grupo. É preciso ter um grande coração para receber várias pessoas de vários países e deixarem-nos tão à vontade que quase nos sentíamos em casa!" Laura

Uma das experiências mais incríveis que já vivi. Passar 1 mês no meio da floresta, em um lugar único, junto com uma família linda que estão com a missão incrível de ajudar as pessoas a parar e olhar para dentro. Lá eu pude ver todas as camadas que me impediam de enxergar meu verdadeiro ser. No começo é assustador. Lidar com tuas sombras, na verdade, o primeiro impacto quando tu dá de cara a cara com teus medos, tu só quer fugir, e eu queria fugir, ir embora, mas lá no fundo, meu Ser sabia que aquilo era importante, de que continuar ali era necessário, e foi, fui até o final. E no fim tudo começou. A verdadeira caminhada em busca do Auto-conhecimento. Me re-descobri e me re-conectei e foi a partir daí que pude ver o mundo com outros olhos. Os verdadeiros olhos. Hoje tenho consciência de como aquela experiência foi importante. Sou muito grata ao Ricardo e a Teresa, esses seres de luz com um coração maravilhoso que abraça pessoas desconhecidas, para ajudá-las nessa nova descoberta. Quem quiser conhecer mais um pouco sobre esse projeto lindo, ele se chama Vida em Transição e fica no norte de Portugal, num lugar paradisíaco, no meio da floresta. Meu coração é muito grato por ter cruzado com essas pessoas. Gratidão Vida por ser tão linda. Aho! A propósito, esses cogumelos gigantes são comestíveis e jantamos eles por duas noites seguidas. Delicious" Brenda Ponce

Faz hoje 15 dias que cheguei ao espaço-cápsula do "Vida em Transição".

Um espaço físico quase escondido, quase perdido, onde se chega pelo mesmo caminho que conduz à pérola dentro da concha, meio aberta, meio fechada.

Um espaço espiritual de onde se pode avistar o mundo na sua diversidade e onde se pressente a pessoa na sua plenitude.

Os pássaros foram a primeira presença. Diziam coisas. Talvez uma linguagem tão nova quanto ancestral. Diziam que é possível ser livre, ser leve, ser respiração.

Depois, foram as árvores. Todas as que, em esperança e promessa, crescem no espaço. As de fruto, os pinheiros, os carvalhos... E também as outras, que já ali foram e o fogo levou... Havia troncos negros e tristes a pontuar a encosta, do outro lado do ribeiro. Mas eu ia jurar que murmuravam canções de embalar. Talvez para os rebentos. Eu, que tanto gosto de detalhes, bem os vi, os rebentos verdes a despontar, aqui e ali, a prometer recomeço e vida.

Por fim, a casa, os recantos em pedra, os caminhos por entre as plantas, as flores... foram a moldura dos quatro rostos: Clara, Miguel, Teresa e Ricardo.

Foi uma experiência curta mas que continua a ecoar em mim...

Quando como a fruta depois da refeição, lembro-me da "firmeza" (sobremesa) da Clara e da intensidade com que ela saboreava a romã, a tangerina, o morango. Saborear o aqui e agora.

Quando olho ao meu redor e vejo os objetos que preenchem a minha casa, lembro-me da criatividade da bateria do Miguel, simples, improvisada e eficaz. Simplificar.

E, claro, ecoam a sensibilidade do Ricardo e a determinação da Teresa, ingredientes bem combinados desta vida em transição e, sobretudo, em constante amadurecimento espiritual.

Duas palavras ficaram a ressoar: atenção (obrigada Ricardo) e intuição (obrigada Teresa)!

Amanhã recomeço o trabalho. Estar/ser atenta. Escutar/seguir a minha intuição. Duas boas premissas para recomeçar." Paula Rabaça  

Não me recordo ao certo da data, mas terá sido em Agosto/2017... Tínhamos aberto o D'aqui e D'acolá há muito pouco tempo, e no meio da ansiedade para que pouco ou nada falhasse, eu tinha tido uma pequena discussão com o Hugo, e sem conseguir esconder as emoções, estava um pouquinho abalada... e eis que no meio de uma casa cheia de clientes, ao servir uma bola de gelado ao Ricardo Gonçalves ele me diz de uma forma muito serena, para me acalmar, mantendo um curto diálogo comigo, que me fez refletir na grandiosidade que é a emanação de boas energias!! É tudo tão simples quando aprendemos a ligar o descomplicómetro...

Agradeço a esta família, o facto de neste caso, mas também noutros, servir de inspiração e agradecer também o facto de terem escolhido a nossa região para residirem!!

É um privilégio ter-vos como "vizinhos"..." Carla Brito


Fim de semana em Esculca com a Teresa, o Ricardo, o Miguel e a Clarinha.

Chegámos ao início da tarde a Esculca e fomos presenteados pelo verde espaço tão acolhedor e tão a cheirar a casa.

O nosso HOBBIT aguardava por nós, parecia uma casinha encantada toda ela decorada com simplicidade e muito amor.

Fomos brindados com água, fruta e champanhe de Sabugueiro (que delícia!).

Foi nessa simplicidade que vivemos durante todo o fim de semana. Em plena comunhão com a natureza e com os nossos mais recentes amigos, os donos daquele paraíso. As refeições que fizemos em partilha com a Teresa e o Ricardo e os seus doces meninos, feitas com muito amor mesmo depois de andarem a trabalhar na natureza e a tomarem conta das crianças reforçam o sentido de gratidão e de como o ser humano é tão generoso e hospitaleiro!

Estava tudo altamente sincronizado, entre o meu marido a trabalhar na madeira (com a ajuda do Ricardo), algo que o fez sentir muito feliz e o espaço para me sentir criança de novo e matar saudades de quando os meninos eram pequenos, aproveitando a Clarinha e o Miguel para reviver esses momentos.

Grata pelos sorrisos e pelo amor que colocam em tudo o que fazem. Vamos voltar com toda a certeza e aconselhar a mais amigos, esse cantinho cheio de beleza e amor, nessa doce terra de seu nome Esculca.

Gratidão e muito amor.

Ariana e Benjamim