Arte Queimada

A ideia para este projecto surgiu pouco depois dos incêndios de Outubro de 2017, que assolaram severamente a região onde vivo! Quando cortava a madeira queimada de muitas das oliveiras que perdemos, senti um sabor agridoce. Por um lado essa lenha iria servir para nos aquecer no Inverno, mas por outro essas, árvores já não nos iriam providenciar alimento nem sombra...

Reparei então com mais atenção nas belas formas e contornos, com expressivas marcas do fogo em muitos pedaços de madeiras. Mesmo enegrecidas, eram tão bonitas que não fui capaz de separar para lenha muitas delas. O Inverno foi passando, mas o pouco ânimo e energia não me permitiram explorar logo este projecto. Até que, no final da Primavera, comecei finalmente a dar asas à minha imaginação e a criar peças ornamentais de algumas das madeiras queimadas.

Desde o início que pensei em deixar visível, sempre que possível, uma área queimada na peça final. É como que uma lembrança dos fogos que todos os anos assolam o nosso país, e que transformam a vida de tanta gente. Algumas peças podem chocar mais, devido à maior extensão da madeira ardida! E o meu intuito é mesmo esse, o de provocar reações fortes nas pessoas e sensibilizar para o impacto do descuido e falta de consciência de tanta gente.

Mas um outro propósito deste projecto, é também o de mostrar que uma desgraça também traz consigo o potencial para a mudança, criatividade e evolução. Há já bastante tempo que fiz as pazes com o fogo, que nos tirou tanto, pois também me ensinou muito e me ajudou a experienciar de uma forma bem real a impermanência da Vida! Hoje sinto-me abençoado por poder desenvolver este trabalho e por contar com a ajuda de tanta gente neste processo.

Para aumentar o impacto, resolvi também dar cada peça o nome de uma vila ou aldeia afectadas pelo fogo. É também uma forma de homenagear todos aqueles que, pondo em risco a sua vida, protegeram os seus familiares, os seus pertences e as suas raízes.

Se gostarem do meu trabalho e quiserem saber mais sobre o projecto, visão e um pouco da nossa vida, mantenham-se atentos e dêem o vosso feedback. 

Grato e até breve,

Ricardo

Portfólio